23 de abril de 2017

Lista 35 : 7 Mashups que vale a pena ouvir

Quem nunca se deparou em uma situação que você está em casa, não há opções de comida e acaba surgindo afrontas gastronômicas como Nescau com Feijão ou Sanduiche com suco em pó de Laranja. Na música também existe algo similar a esta “Culinária de Guerrilha”: os Mashups, que consiste na mistura de duas ou mais músicas na criação de uma música nova. Abaixo listamos algumas que pode despertar o interesse nessa interessante vertente musical. Sendo assim, abstraia suas preferências músicas e se delicie nessa larica musical.Clique para ler o post completo e. ....bololo hahaha, bololo hahaha


7 - Isosine - Psychosocial Baby

Músicas Originais: Slipknot (Psychosocial); Justin Bieber ft. Ludacris (Baby)

 Um dos Mashups mais conhecidos já feitos (foi o primeiro que ouvi). Esta combinação improvável foi mais bem recebido pelo público que Saturday Night Live Brasil (o que não é um elogio), tanto que até Corey Taylor, vocalista do Slipknot, cogitou fazer uma versão ao vivo com o então astro teen e hoje fanfarrão profissional.  Sobre a música, podemos ressaltar que a melodia de Baby acabou trazendo à tona a interessante letra de Psychosocial, que na versão original perde espaço em meio ao instrumental pesado da banda. Outro devaneio interessante envolvendo esse mashup está no trecho cantado pelo Ludacris que pode ser interpretado como um prefácio explicando todos os transtornos bradados por Corey Taylor tenham sido originados de uma mera decepção amorosa de infância.Clique aqui.
Reação de Justin ao descobrir que a música, ficou muito melhor sem a voz dele.


6 - Brutal Redneck – Gang do Metallica

Músicas Originais: Gang do Eletro (Velocidade do Eletro); Metallica (Master Of Puppers)

 È uma das combinações mais improváveis desta lista. A mistura envolvendo o melo do epilético “treme treme” do grupo paraense “Gang do Eletro” (nome esse que mais parece de assistência técnica de eletrônicos) com “Master of Puppets” nos mostra como as músicas voltadas para agitar o público, independente do gênero musical, acabam sendo meio parecidas: se trocássemos o “treme treme” por “Bang your Head” ou algo do tipo poderia passar perfeitamente como uma música de rock. A única ressalva deste Mashup é o fato dele durar menos que a carreira do MC Biel, que faz com que perca um pouco do brilho.  Vale ressaltar que este é a primeira das versões de Brutal Redneck que permeia esta lista. Também conhecido como Sassá, o músico oriundo de Santa Catarina tem um vasto repertório de Mashups. Vale a pena dar uma conferida no trabalho dele tanto envolvendo Mashups como de sua tresloucada banda Trilöbit.





5 - AOM – Shake It Bololo

 Músicas Originais: Não encontrei a relação das músicas na publicação do vídeo, mas por meio de um hercúleo trabalho consegui identificar alguns clássicos do Funk contemporâneo sob a base de Taylor Swift (Shake It Off: Mc Bin Laden (Bololo Haha); MC Carol (How Deep Is Your Love Caralho); Avassalores (Sou Foda); MC Brinquedo, MC Bin Laden, MC Pikachu e MC 2K; MC Nego Bam (Ah,Eu Vou Gozar); Desconhecido (Deixa os garotos brincar); Mc Brinquedo e Mc 2K (Chocolate); MC Brankim (Eu vou sarrar em tu)

Este balaio que junta a nata do funk (que, assim como a nata do leite, é aquela parte que todo mundo acha nojento), nos brinda com pérolas do cancioneiro contemporâneo, tal como “Vem que eu vou te tacar o peru” e “pepeca bate na pica com vontade, meu piru na sua boca derrete igual chocolate” e “Eu vou sarrar em tu 
copo de whisky na mão”; tudo isso sob a base extramente pop de “Shake it Off”. Esta obra conseguiu um feito mais digno do que o Wesley Safadão fazendo embaixadinha com celular: conquistar o respeito de gente que odeia funk (vale a penas ver nos comentários do vídeo a reação do pessoal reconhecendo a qualidade do mashup). Embora a música tenha um claro teor cômico, podemos notar o notável aumento de qualidade que uma boa produção pode trazer ao funk, um gênero esse que consegue ser mais odiado que o Ben Affleck no papel de Batman  (e em muitos casos inclusive vítima de preconceito, o funk não o Ben Affleck). O que pode levar a uma reflexão mais profunda de que o que diferencia o funk bagaceiro tão criticado do pop estrangeiro tão consumido por aqui seja apenas um arranjo como apelo mais pop.
Veja essa obra prima


 4 - Brutal Redneck – Ace of Superstition

 Músicas Originais: Stevie Wonder (Superstation); Motorhead (Ace of spades)

 Até agora vimos combinações de músicas de gêneros diferentes em que geralmente uma delas é considerado ruim pelo grande público. Nesse caso temos duas músicas excelentes, sendo que uma delas é de Stevie Wonder: mais conhecido como o cara padrão de piadas de “Praça é nossa” envolvendo cegos que permeia a internet; e outra da banda do finado Lenny Kilmister, verruga ambulante que também tocava baixo e cantava no Motorhead. Essa mistura acaba resultando em uma nova música excelente que poderia tranquilamente estar no repertório de qualquer entusiasta da soul music.




3 - Brutal Redneck - Black monday

Músicas Originais: Amy Winehouse (Back to Black); New Order (Blues Monday); MC Cris (Aquecimento Stereo Love)

Hoje em dia a temática da sofrência está cada vez mais em voga nas rádios. Nomes como “Pablo do Arrocha” e as essas cantoras sertanejas/pop-que-ninguém-sabe-direito-quem-é (Maiara e Maraisa,Simone e Simaria,Marília Mendonça, Naiara Azevedo) ficam chorando em suas canções mais do que o Kiko ao tomar um peteleco do seu madruga. Fato é que nenhum desse sertanejo-pop-da-sofrência consegue chegar nem perto de “Back to Black”, umas das músicas mais depressivas da história que, ao ser misturado com um New Wave e um Funk de Piriguete, acabou em algo um tanto quanto interessante. Primeiramente devo ressaltar como a letra de “Blue Monday” se encaixa perfeitamente na melodia de “Back to Black”, aliás encaixa muito melhor do que a versão original, pois pertence aquela rara categoria de melodia de canções alegres com letras depressivas/sombrias no melhor estilo “Maria Chiquinha” de “Sandy e Júnior”. Valeria muito uma versão apenas envolvendo estas duas músicas. A letra da Aquecimento Stereo Love acaba destoando da excelente simbiose que existe entre “Back to Black” e “Blue Monday”, mas convenhamos que é bem intrigante imaginar a combinação da melodia fúnebre com mulheres rebolando. Afinal isso nunca aconteceria né?Nunca subestime a humanidade.





 2 - Neil Cicierega - Crocodile Chop

Músicas Originais: Chop Suey (System of a Down); Crocodile Rock (Elton John)

Nessa combinação temos a letra da banda favorita de Noel Gallagher com a Melodia de Elton John, o Cauby Peixoto Inglês. Essa combinação improvável conseguiu além de resultar em algo bem legal conseguiu a façanha de tornar compreensível as palavras que Serj Tankian canta (cantor esse que parece sósia do visconde de sabugosa).
Se me falassem que ele canta o sobrenome desse cara,depois de “Wake up!”  na letra eu acreditaria
Vale o destaque para o ápice da canção: a combinação entre os “Lalalalas” afeminados de Elton John com os grunhidos de Serj Tankian, algo tão bizarro quanto uma troca de carícias entre Jean Wyllys e Jair Bolsonaro.
Veja aqui.



1 - Brutal Redneck – Odair no More

Músicas Originais: Faith no More (We care a Lot); Queen (We Will Rock You); Odair José (O Filho de José E Maria)

 Um dos meus mashups favoritos. Quem diria que a canção do Rod Brasileiro, o homem capaz de fecundar uma empregada apenas olhando para ela e ainda a convence a não utilizar métodos contraceptivos. Quem diria que a letra de “O Filho de José e Maria” (letra essa que mais parece tema de especial de natal da rede vida) iria se encaixar perfeitamente na melodia de “We care a Lot” e tornou ela ainda melhor do que já é. Aliás confesso desde que ouvi essa peróla nunca mais consegui ouvir a excelente “We Care a Lot” sem cantar “NUNCA MAIS!!!” Arrisco dizer que se mostrarem essa música para o Mike Patton é capaz dele performar ela ao vivo em
em algum show no Brasil.Veja aqui essa pérola maravilhosa


Saudades dos mashups que juntavam músicas boas,com músicas de gosto duvidoso.

Texto do nosso colaborador de fé, irmão camarada,Oscar_b


13 de abril de 2017

Lista 34 : 6 Músicas que poderiam ser o Hino Nacional

Seja na escola, em jogos de futebol ou em alguma formatura, a execução do hino nacional acaba sendo algo sacal, afinal qualquer um há de convir que expressões como “brado retumbante”, “impávido colosso” e “lábaro que ostentas estrelado” estão bem distantes da nossa realidade de imbecis que não sabem nem utilizar porquês adequadamente de não bacharéis em letras. Seguindo a linha da adaptação da Vanusa ou com a versão “O hino da quitanda” que empolgaram (e continuam empolgando) multidões, listamos algumas músicas que poderiam representar nossa nação muito melhor do que o nosso atual hino nacional. Clique para ler o post completo e....és belo,és forte, és risonho e límpido.



6)Cheia de Manias - Raça Negra

Primeiramente temos que exaltar o Raça Negra, conjunto esse que representa a capacidade do Brasileiro em superar adversidades aparentemente impossíveis, como fazer sucesso com uma banda tendo um vocalista com a língua presa, o Romario 
Luiz Carlos. Apesar de algumas frases meio nada a ver como “Menina bonita Sabe que é gostosa” e “Um motelzinho você fecha a porta” a música representa o Brasil pelo fato de ser um dos hinos oficiais de um dos nossos grandes patrimônios culturais/gastronômicos: o churrasco.

Trecho(s) que mais representa o Brasil:
 “Eu fico sem saber o que fazer / Quero te deixar” e “Então me ajude a segurar essa barra que é gostar de você” descreve as dificuldades do Brasileiro em amar o país em meio a todos os desgostos proporcionados, como a política, escanteio curto, Berinjela à parmegiana e outras coisas do tipo.  
Raça Negra é o Led Zepellin do Pagode 



5)Nada Pode Me Parar - Thaide e DJ Hum

 Aposto que não passou pela sua cabeça a possibilidade de temos um rap como hino nacional. Uma das primeiras canções do Hip Hop nacional, “Nada pode me parar” poderia trazer algo que nenhuma outra das músicas apontadas nessa lista tem: a intimidação. A mensagem da música funciona mais ou menos como a famosa frase de Yasser Arafat no discurso da ONU “Trago um ramo de oliveira e a arma de quem luta pela liberdade e pela paz. Não permitam que o ramo de oliveira caia de minhas mãos.”, ou seja, que o brasileiro da mesma forma que está para zoeira, está pronto para o embate (mesmo que seja apenas para fazer um textão no facebook). 

 Trecho(s) que mais representa o Brasil: 
“quando eu quero alguma coisa vou até o fim e vou te dar um conselho não duvide de mim” e “eu faço meu sistema eu dito a minha lei” representa o fato de que o brasileiro desconhece limites, como o acaramaki, a versão forró da música do top gear e o método de clareamento dental imediato. 
É sensacional essa expressão de derrota do Thaide


4)Luta de Classes - Cidade Negra/Capitalismo - Oingo Boingo

Com a dicotomia política/ideológica entre Coxinhas e Petralhas que vivemos hoje sugiro que criemos um hino nacional que represente esses dois grupos da maneira mais salomônica possível: assim como o Paraguai possui uma bandeira frente-verso, teríamos um hino nacional pout-pourri, com uma parte representando cada grupo. 

Representado os Petralhas teríamos o Cidade Negra, um grupo de negros (Ah vá), inclusive um deles é senegalês (se não me engado), e são oriundos de uma comunidade carente (no caso Belford Roxo). Só esses dois fatos já os qualificariam para representar os petralhas, mas a letra de “Luta de Classes” retrata desde a antiguidade a promessa do sonho socialista, sonho esse tão bem implantado na Venezuela como vemos hoje...
Talvez alguns petralhas não gostem pelo fato do Toni Garrido ter trabalhado na globo


Já do lado dos coxinhas teríamos o Oingo Boingo exaltando todas as benesses que o capitalismo nos proporciona, como a possibilidade de comprar por mais de 600 reais uma garrafinha de água gourmet. Mas você aí pode questionar: “mas um hino em Inglês? ”; sim, afinal coxinha que se preze sempre deve exaltar o mérito de ter se dedicado para estudar inglês (assim como o seu intercambio para algum país do primeiro mundo) e acha um hino em inglês alinharia o país com as práticas mais globalizadas da atualidade.
 Se o Roger do Ultraje a Rigor ouvir essa música é certeza que ele vai fazer uma versão em português

Trecho(s) que mais representa o Brasil os grupos:
 Nesse caso os trechos não representa o país propriamente dito, mas sim os grupos em questão. No caso Petralhas “Da tal revolução burguesa veio o ideário, veio o sonho socialista” é praticamente um trecho que um militante do PSOL (aliás eles deveriam mudar o nome desse partido, com um nome desses eles não vão a lugar nenhum) diria ao tomar a reitoria da USP. Já no caso dos coxinhas “There's nothing wrong with making some profit” é uma frase que podemos imaginar estampado em uma camisa com um foto do Diogo Mainardi.


3)Gita- Raúl Seixas

Em qualquer circunstância que o hino nacional é executado, acredito que ninguém tenha anseio em ouvi-lo. Agora já imaginou que cosplayers de poodle de rua  fãs do Maluco Beleza teriam a chancela do estado para gritar “Toca Raul” em qualquer circunstância e tornaria o hino algo muito mais divertido, principalmente quando imaginamos que trocaríamos o enfadonho gesto de ficar com a mão no peito por fazer toda aquela interpretação exagerada que o Raul faz no clipe da música.

Trecho(s) que mais representa o Brasil:
 Nesse caso não é a música que presenta o Brasil e sim o Raul Seixas. O maluco beleza representa a metamorfose ambulante que é o Brasil e o Brasileiro: o cara já teve pinta de galã, já foi cosplay de mendigo muito antes dos los Hermanos, já foi acusado de não ser ele mesmo e acima de tudo foi (durante boa parte da carreira) um sucesso. E “Gita” foi a música escolhida pois retrata Raul Seixas no seu esplendor.
pensando melhor, se o povo interpretasse o hino assim seria algo para futuro distópico


2)Evidências - Chitãozinho e Xororó

Essa música já é um hino capaz de unir as tribos, de evitar conflitos, de emocionar até o Mano Brown. Torna-la o hino nacional seria apenas chancelar algo que já é óbvio e deixaríamos assim de disfarçar as evidencias (RÁÁÁÁÁ) do quão tedioso nosso atual hino é.

 Trecho(s) que mais representa o Brasil:
“Quando eu digo que deixei de te amar é porque eu te amo” e “Quando eu digo que não quero mais você é porque eu te quero” representam o sentimento ambíguo que o Brasileiro tem de criticar o país o tempo todo, mas sempre defendê-lo quando um estrangeiro fala mal daqui.
O problema é que se tocasse antes dos jogos de futebol, não haveria clima para o jogo



1)Vai da Merda

Esta adaptação de canção feita em cima da melodia de Dr. Jeckyl & Hide Park (popularmente conhecida como a música do Esporte Espetacular) cantada, ao que tudo indica em algum treinamento policial, representa o espírito do Brasil na sua mais absoluta essência que se encaixa em praticamente todos os momentos os momentos na vida do brasileiro: acordou 10min mais tarde para ir ao trabalho – ♪♪ VAI DAR MERDA ♪♪; deixou para imprimir o trabalho da faculdade na última hora – ♪♪ VAI DAR MERDA ♪♪; resolveu falar mal do Chico Buarque na sua roda de amigos– ♪♪ VAI DAR MERDA ♪♪.

Trecho(s) que mais representa o Brasil:
Toda a extensa letra, essa música tem o mesmo poder de sintetizar o Brasil que o slogan “Crime ocorre nada acontece feijoada” tem. Inclusive faço um desafio para você, caro leitor: acesse qualquer portal de notícia e veja que a maior parte das notícias envolvendo o Brasil apresentam indícios de que VAI DAR MERDA.
Confesso que essa lista foi apenas um pretexto para colocar esse vídeo.


Saudades da época em que o hino era cantado pela Vanusa e o Luan Santana.

Texto do nosso colaborador de fé, irmão camarada,Oscar_b.
1 de abril de 2017

Performance 13 : Kasino no Sabadaço


Na metade dos anos 2000 o pop eletrônico (ou eletropop, como preferir) fazia o maior sucesso no Brasil, e vários cantores/djs one hit wonders surgiram com hits grudentos, iam nos programas de TV e desapareciam sem deixar rastros. Nessa ~onda~ estava o Kasino, que nos deu uma memorável apresentação no sabadaço.Clique para ler o post completo e....VAI DIJEI


 O ano era 2006.O programa era sabadaço -que dispensa grandes apresentações- que ao invés de exibir suas tradicionais e constrangedoras gincanas com subcantores e subcelebridades, trouxe pra cantar no programa o glorioso Kasino, que estava bombando nas rádios com a música quemguerover que foi trilha da novela (só podia ser) e também do sensacional cd Summer Eletrohits.
aff, quem não teve um summer Eletrohits? 
E a apresentação já começa sensacional, com o leão chamando o Kasinão pro palco para cantar a música quemguerover (que vale lembrar, foi acusada de plágio pelo dj magicbox, pelas "semelhanças" com a música "If You"(quem nunca deu uma de latino, né)
Ae Kasinão! 

E Kasinão com uma blusa gola alta, oculos-olhos de mosca-, e seu belíssimo cabelo playmobil, começa a ~sensualizar~ com as dançarinas que não dançam.
Kasinão sex symbol

E ele insiste no seu passinho de dança ridículo  que com certeza ele aprendeu com o Latino, e o seu dj Liminha era pura empolgação.
será que se eu ligar pra esse número, ele atende?

E a platéia não resiste, e vibra com o ~som da noite~
Principalmente a tiazinha de branco

Kasinão faz uma dança sincronizada com as dançarinas, a tela foca do nada em um globo de balada (?), e o leão solta uns "é é é" e "vai dj" todo animado ao lado do Liminha
Melhor dupla

E os "convidados" do programa esbajam alegria e entusiasmo.
Eles parecem eu dançando, e isso não é um elogio! 

Enquanto rola essa apresentação maravilhosa, o GC informa o "De cara com a fera" com Thammy Gretchen (Ah! Os anos 2000...)
Imperdivel, hein!

E também tem aqueles clássicos closes nos Cds (sim, as pessoas compravam cd em 2006)
Todo estiloso com essa cara de bunda sedução

E enquanto Kasinão e Leão dançam juntos, o programa ainda vem com aquelas vinhetas toscas típicas de programas de auditório dos anos 90.
S-s-s-sábado a tarde com Gilberto barros, é s-s-s-s-sabadaço! 

E leão está claramente curtindo a apresentação, tanto que ele não para de demonstrar todo o seu não talento pra dança.
Só esperando o convite do Gilbertão pra dança dos famosos #ficaadicaFaustão

Gente, ele não para! ! hahahaha, Gilbertão está roubando a cena com sua dança e seus comentários avulsos
Arrebenta!!!!

Gilberto Barros faz questão de destacar que era uma atração ~internacional~, mas ele estava um pouco equivocado já que o cara era brasileiro (quem nunca deu uma de SBT, falando que era internacional só que era do México, que atire a primeira pedra)
Destaque internacional? Aham...

Percebemos que o Kasino não estava muito acostumado com playback, já que a música termina e ele continuou com um "ah, ah, ah..." todo desafinado, mas isso fica em segundo plano, quando ele pra encerrar com chave de ouro, solta um "BOA NOITÊ, BOA TARDÊ! hahahaha
Aprenda como fazer um playback de verdade, Britney! 

Veja esse grande clássico da Internet brasileira na íntegra(pfvr vocês não vão se arrepender)Clique aqui


Kasinão saudades de você, e do sabadaço, e o Gilberto Barros dançarino. 

Search

Carregando...

Like!

Lembra Disso?

Seguidores

Tags

1968 1973 1974 1978 1981 1982 1982. 1983 1985 1986 1987 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2007 2012 4 Non Blondes 5ive Ace of Base Acqua Adele Adryana e a Rapaziada Agnaldo Timoteo Alejandro Sanz Alexandre Pires Alexia Amy Winehouse Angélica Anos 00 Anos 60 Anos 70 Anos 80 Anos 90 Art Popular As Meninas Avril Lavigne Axé B.B. King Backstreet Boys Balão mágico Banda Calypso Banda Uó Beatles Bee Gees Belchior Belo benito de paula Berlim Beyonce Beyoncé billy paul Blink182 Bon Jovi Bonnie Tyler Britney Spears Bryan Adams Caetano Veloso Calcinha Preta Calypso Carla Perez Carly Rae Jepsen Carrapicho Carrossel Cazuza Charlie Brown Jr. Chaves Chico Buarque Chico Cesar Chiquititas Chitãozinho e Xororó Chocolate Christina Aguilera Cidade Negra Cláudia Leitte Claudinho e buchecha Cláudio Zoli Cleiton e Camargo ClipMania Companhia do Pagode Coreografia Corona cpm 22 Cravo e Canela Creedence Clearwater Revival Cris DeBurgh Dance dance music Daniel Daniela Mercury Deborah Blando detonautas Djavan Dominó Double You Duetos É o Tchan Eddie Murphy ElectroRock Eliana Elis Regina elton john Engenheiros do Hawaii Era Eurodance Europe Exaltasamba Faith Hill Falcão Fama Fantástico Faustão feiticeira Fergie Fernanda Abreu Fernanda Torres Festa Foo Fighters Forró Foster the People Friends Fun. Funk Gabriel O Pensador Gal Costa George Michael GeraldoVandré Gil gilberto gil Gospel Gotye Grease Gretchen Grupo Raça Hardcore Hip Hop Indie Infantil INRI Cristo Ivan Lins Ivete Sangalo Jennifer Holliday Jessica Sanchez João Paulo e Daniel jota quest Journey Justin Bieber Karametade Katinguelê Katy Perry Keane Kelly Key Kenny G KLB Kylie Minogue Lady Gaga Latino Leandro e Leonardo Legião Urbana Linkin Park Los del Rio LSJack Luciano Huck Luis Fernando Guimarães Lulu Santos Macarena Madonna Mamonas Assassinas Mara Maravilha Marcelo Adnet Marco Camargo Maria Bethânia Maria do Bairro Maria Mercedes Mariah Carey Marimar Marisa Monte Marly Marley MC Créu Mc Frank Mc Serginho mexe a cadeira Michael Jackson Michel Teló Molejo MPB Mr. Big Mulher Filé Munhoz e Mariano Música Cigana Música Latina Nara Leão Natiruts Negritude Jr. New age New Wave NSYNC Nx Zero O Rappa odair josé Oingo Boingo Olivia Newton John Os Normais Os Trapalhões Os Travessos Padre Marcelo Rossi Pagode Paquitas Paulo Ricardo Pepê e Neném Perlla Pink Pitty Planeta xuxa Pop Pop/Rock Psy Raça Negra Raimundos Raul Seixas Rebecca Black Red Hot Chili Peppers Reggae Rei Leão Retrô 2012 Reynaldo Gianecchini Rick Bonadio Ricky Martin Rihanna Robbie Willians Roberto Carlos Rock Rock in Rio rock nacional Romântico Rosanah Rouge Roupa Nova Roxette RPM Sandy e Junior Seal secos e molhados Sem Compromisso Sertanejo Sessao da tarde Shakira Sidney Magal Silvio Santos SNZ Só Pra Contrariar SOUST Soweto Spice Girls Stefhany Absoluta Take That Taylor Swift Thalía The Cure The Doors The Voice Tiazinha Tim Maia Titãs Toni Braxton Tony Garrido Tribalistas Trilha Sonora Tunai U2 Ultraje a Rigor Vanessa da Mata Vinny Wanessa Camargo Weather girls Westlife Whitney Houston Wilson e Soraia Xuxa Zé Ramalho Zeca Pagodinho Zélia Duncan Zeze di Camargo Zeze di Camargo e Luciano
Tecnologia do Blogger.